"Eu fui condenado do quê? De pensar livremente", diz padre excomungado

Padre Beto conta sua rotina após afastamento e diz que pretende lançar um livro



"Eles queriam que eu tirasse os vídeos da internet, principalmente o que tratava da sexualidade, e eu tratei da homossexualidade. A Igreja continua com normas morais da antiguidade. Isso é ir contra séculos da humanidade e ir contra o conhecimento humano."

"Se eu criasse uma Igreja nova - que eu não vou criar -, eu criaria - já que eu fui banido por causa dessa questão da moral sexual -, eu criaria a Igreja do Orgasmo Divino. (Risos) “Venha para o workshop de Kamasutra.” (Risos)"



O que esse vídeo tem que causou toda essa celeuma?
Nada que não seja óbvio e mesmo que não seja para muitas pessoas, são reflexões somente. O que o bispo me chamou, não só a questão da homossexualidade, mas do adultério. Porque eu falo claramente no vídeo que uma pessoa que for casada e tiver uma relação extraconjugal com outra pessoa, mas o seu cônjuge souber e tiver o consentimento, isso não é uma traição, isso não é infidelidade. Eu estou citando, na verdade, a Regina Navarro Lins. Se você ler o livro A cama na varanda, ela tem uma frase fantástica, eu acho. Ela diz assim, "um casal que vai a uma casa de swing e volta para casa junto é um casal extremamente fiel". A maior prova de fidelidade de um casal é essa. O casal sabe distinguir muito bem prazer sexual e compromisso, cumplicidade, companheirismo. E não é só na área sexual. Um casal pode trair o outro de outras formas. Por exemplo, se eu fosse casado e tivesse um dinheiro no banco junto com a minha esposa e emprestasse boa parte do nosso dinheiro para uma pessoa sem que ela consinta, eu estou sendo infiel com a minha esposa.

O senhor diz que não é infidelidade, mas é pecado na visão da Igreja? 
Claro. Por isso eu coloco no vídeo muito claro, que a postura da Igreja é essa. Mas nós temos que ver que “será que é pecado mesmo?” Será que é pecado uma pessoa ter uma relação sexual? O que é uma relação sexual? Uma relação sexual é uma necessidade biológica. Setenta e dois por cento dos casos de câncer de próstata é a inatividade sexual. É uma questão de saúde. O sexo é extremamente valorizado, mas não deveria ser. Ele é uma atividade biológica que todo mundo tem e que poderia ser vivenciada sem traumas, sem drama, sem trama, sem estratégia, sem mitificação. Nós mitificamos muito a genitália, e aí vem a noção de pecado. Isso veio do estoicismo. São Paulo tem influência histórica, e para o estoicismo a razão humana é o que nos faz ser gente, ser humano. O resto tem que ser disciplinado, domesticado e até eliminado. Por isso que Paulo toca nessas questões. O Cristo não fala nada sobre sexo, absolutamente nada, não toca nessa questão.

Dom Caetano [Caetano Ferrari] declarou à imprensa que o senhor é como um “filho rebelde”.
Nunca me senti filho dele. Eu só tive um pai na vida, e esse pai foi muito homem. Sabe aquela pessoa que a palavra valia? Não precisava assinar papel. Ele tinha os princípios dele.

O senhor se sente um herege?
De jeito nenhum. Eu me sinto em sintonia com Deus de uma forma profunda.

Veja a entrevista completa


"O conservador deseja que o outro se adapte ao seu modo de viver e pensar, mas não se dispõe a viver as mudanças naturais que uma convivência pode trazer."
Padre Beto, no Facebook

"O medo que a mudança traz, é o que faz o ser humano se tornar conservador e dominador em sua relação com o outro e com a sociedade."
Padre Beto, no Facebook

"Caráter não tem relação com raça, sexualidade, nacionalidade ou profissão."
Padre Beto, no Facebook

"Eu me sinto honrado em pertencer à lista de muitas pessoas humanas que foram assassinadas e queimadas vivas por pensarem e buscarem o conhecimento. Agradeço à Diocese de Bauru."
Padre Beto, no Facebook

Compartilhe
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...