"Infobesidade"

"A interatividade ininterrupta é uma das mudanças mais significativas de sempre no ambiente humano"
-
Passamos muitas horas grudados a uma tela 
Verificar se recebemos uma nova mensagem eletrônica (coisa que costumamos fazer várias vezes por dia, obsessão recentemente batizada de “infobesidade”), manter várias conversas em grupo via WhatsApp, consultar confissões e notícias pelo Facebook, Twitter e outras redes sociais... Estamos fazendo isso a todo momento: enquanto vemos televisão, comemos ou inclusive em plena peça de teatro (alguns teatros optam, eventualmente, por permitir o uso do celular durante as apresentações, para que o público compartilhe nas redes sociais aquilo que vê ). -- Muito Facebook – e pouca concentração?

Concentração perdida com uso de tecnologia 'pode ser recuperada'
Você já se distraiu de uma tarefa para checar seu perfil nas redes sociais? Ou perdeu uma conversa na mesa do restaurante porque estava respondendo mensagens no celular?


Para Larry Rosen, professor da Universidade Estadual da Califórnia e pesquisador da chamada "psicologia da tecnologia", você não está sozinho: a capacidade média de concentração dos participantes de suas pesquisas é de apenas 3 a 5 minutos. Depois disso, eles se distraem, sem conseguir terminar seus estudos ou trabalhos. O problema tende a se acentuar à medida que nos tornamos cada vez mais inseparáveis de tablets e smartphones - e as consequências podem ser ruins para nossa capacidade de ler, aprender e executar tarefas.
"Acho que isso ainda vai piorar, até que as pessoas percebam o efeito negativo sobre sua saúde. E daí começarão a pensar: será que eu realmente preciso checar meu feed 20 vezes por dia? Será que realmente preciso estar em sete redes sociais diferentes? Mas no momento estamos tão empolgados com a tecnologia que somos como crianças em uma loja de doces: queremos experimentar tudo."
Leia mais

E veja também

Interatividade
"A interatividade ininterrupta é uma das mudanças mais significativas de sempre no ambiente humano", diz neurocientista. Leia aqui e aqui.

Distração
"O que estamos rotulando de 'distração', alguns veem como o fracasso dos adultos em entender como as crianças processam a informação. O rótulo de distração é um julgamento desta geração." Confira.

Novas gerações têm mais dificuldade de concentração
Internet fortalecerá relações, dizem pensadores da rede
'Abstinência' da web pode causar depressão semelhante à das drogas, diz estudo
Por favor, leia isto com urgência
Ignorar as notificações do celular desconcentra tanto quanto checá-las Mundo conectado será problema e vantagem para 'geração Y', diz estudo
Stop phubbing
Geração Y
Pensador alemão diz que pessoas se viciam em tecnologia como em heroína
Tecnologia não isola as pessoas, diz estudo nos EUA
Solidão interativa
Sobrecarga informativa
Sozinhos Juntos
Livro discute se a internet está 'destruindo mentes'
A internet faz mal ao cérebro?
Escritora que passou seis meses ‘desplugada’ fala sobre ‘alívio’ de vida sem tecnologias
Mídia social pode aumentar estresse e debilitar relações, diz estudo
Cientista questiona a relação da humanidade com o mundo virtual
Mulher viciada em Internet acordava às 4h30 para colher morangos de um jogo virtual
A revolução não será twittada
Coreia do Sul prende casal viciado em games que deixou filha morrer de fome
Britânica viciada em jogos online é proibida de usar internet depois de negligenciar filhos
Viciado em internet? USP oferece psicoterapia via email
Lan houses do Japão já oferecem cama, comida e até banheiro com chuveiro
Hospital britânico tratará adolescentes viciados em internet
Americana admite ter matado bebê por atrapalhá-la no Farmville
Sul-coreana mata filho de três anos por "atrapalhar" jogo online
Após divórcio, mulher exige metade dos 'bens virtuais' do marido na China
Sociedade deve decidir rumos da relação humano-robô, aponta artigo
Homem é obrigado a assistir show de Marisa Monte com os próprios olhos [Humor]
Compartilhe
Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...